Emergências

1.COMO PROCEDER EM CASOS DE EMERGÊNCIA 2.MORADIA E MUDANÇA 3.O COTIDIANO 4.TRÂMITES PARA PERMANÊNCIA
  6.TRATAMENTO MÉDICO E SAÚDE 7.SERVIÇO SOCIAL 8.TRABALHO
9.IMPOSTOS 10.EDUCAÇÃO 11.LISTA DE REPARTIÇÕES RELACIONADAS


2.Em caso de incêndio ⇒ Disque 119

Conversação em casos de emergência

[Ex: Incêndio 火事(“kaji”)]
- Está acontecendo um incêndio. O local é:
○○ machi ○○ ban ○○ gô desu (endereço) e ○○ está pegando fogo. Meu nome é ○○.
(“Kaji desu! Basho wa ○○ machi ○○ ban ○○ gô desu. ○○ ga moete imasu. Watashi no namae wa ○○ desu”.)
Procure avisar em voz alta para os vizinhos e chame o corpo de bombeiro imediatamente pelo telefone “119”. Não tente apagar sozinho, pois é muito perigoso.
Ao discar “119”, mantenha a calma ao ser atendido e explique conforme procedimento a seguir:
(1) comunique que é um incêndio (2) onde está acontecendo (endereço ou ponto de referência) (3) o que está queimando.
Quando ouvir a sirene do bombeiro, vá ao encontro deles para encaminhá-los até o local.
A ligação é gratuita. Caso for através do aparelho de telefone público não será necessário o cartão telefônico nem a moeda de 10 ienes.
Para que não haja confusão na hora, procure sempre em deixar preparadas anotações para casos emergenciais, com seu nome, telefone e pontos de referências de onde você mora e deixe colado próximo ao seu telefone.


3.Caso aconteça terremoto

Em caso de terremoto

Japão é um país onde ocorrem muitos terremotos (“jishin”). Quando e onde eles acontecem são perguntas de difícil resposta. O grande terremoto de Hanshin-Awaji, ocorrido em 1995, que num instante arrebatou numerosas vidas preciosas e patrimônios, deu-nos uma grande lição para que estejamos sempre preparados psicologicamente e materialmente, a fim de evitar consequências mais graves.

○ Providências a serem tomadas no cotidiano
(1) Constatar o lugar mais seguro dentro de sua casa.
(2) Deixar estocada água potável, em torno de 2 a 3 litros por pessoa ao dia.
(3) Mantenha preparado uma mochila como kit de emergência e deixe num local que todos outros membros da família saibam. Nela deve conter os itens de extrema necessidade.

Por exemplo:

(a) Lanterna e pilhas, (b) Água e alimentos, (c) Rádio portátil (d) Dinheiro (as moedas de 10 ienes são úteis para telefone público), (e) Cópia de documentos de identificação (Certificado de Registro de Estrangeiro), passaporte, cadernetas de contas bancárias e outros artigos de valor, (f) Fósforo, isqueiro e velas, (g) Estojos de primeiros socorros (a pessoa portadora de doenças especiais não deve esquecer dos medicamentos necessários), (h) Capacete ou capuz, (i) Luvas, meias e roupas íntimas, (j) Lonas impermeáveis, (k) Cordas ou similares.

(4) Fixar os móveis com acessórios apropriados para evitar a queda.
(5) Colar filme próprio de proteção nas vidraças das janelas e dos armários para não espalhar estilhaços no momento da quebra.
(6) Deixar anotado o número do telefone e o endereço das pessoas que dominem o idioma.
(7) Verificar previamente o caminho para o local para refúgio (“hinanjo”) e anotar os telefones e endereço de hospitais mais próximos. Os locais para refúgio poderão ser esclarecidos na prefeitura local.⇒vide página 121, Relação de Repartições

○ Quando acontecer o terremoto

(1) Verificar a sua segurança e abrigue-se num local seguro.
(2) Desligue o fogo e feche as válvulas de gás. Os demais aparelhos, tais como, os de cozinha, aquecedores, que possam gerar fogo, também deverão ser desligados. Caso ocorra um princípio de incêndio, apague imediatamente com o extintor de incêndio.
(3) Para garantir o caminho para fuga, deixe todas as portas abertas.
(4) Mantenha-se informado constantemente sobre as notícias relacionadas a terremoto, seja através de rádio, televisão ou telefone.
(5) Não saia precipitadamente. Espere a situação de tremor se acalmar, pegue o kit, proteja-se utilizando capacete ou similar e vá para a área de refúgio.
(6) Procure seguir para o local rapidamente, verificando-se a presença de todos os familiares e vizinhos para não se perderem.
(7) Caso esteja dirigindo, não freie bruscamente. Reduza a velocidade e encoste o carro ao lado esquerdo da pista. Não estacione próximo aos postos de gasolina, instalações de gás de alta pressão ou debaixo das passarelas.
(8) Se estiver caminhando numa avenida, locomova-se para o centro dela. Em áreas comerciais tome cuidado, pois poderá ser atingido pela queda de letreiros, postes, vidros das janelas e outros objetos.

○ Após o terremoto

Existe ainda o perigo de tremores secundários (“yoshin”) e nas regiões costeiras há também o de maremotos (“tsunami”). Mantenha-se atualizados através de jornais, rádio ou televisão. Se perder as condições de retornar a sua casa após um forte tremor, comunique imediatamente ao Consulado ou Embaixada do seu país, empresa onde trabalha, escola e outros, para relatar o seu estado de saúde e de seus familiares.

○ Serviço de recado telefônico para situação de catástrofe (“Saigaiyou Dengon Daiyaru” - Disque 171)

Quando acontece este tipo de catástrofe, a comunicação pelo telefone fica muito precária.
Diante dessa situação é indicada a utilização deste serviço. Ele consiste numa gravação feita pelas vítimas possibilitando informar suas condições após o acontecimento a quem possa interessar, inclusive de outras regiões. Também é possível enviar recados para as vítimas.
A divulgação da implantação do sistema no local é feita pela empresa telefônica NTT através das emissoras de televisão e de rádio. Disque 171 e siga as instruções, que é em japonês, para iniciar a gravação e reprodução da mesma.


4.Tufões / Inundações

○Prevenção para chegada do Tufão e Inundação
Durante as estações do verão e outono, o Japão é devastado por frequentes tufões (taifu). Neste período, as fortes ventanias e chuvas torrenciais podem causar danos pelo deslizamento de terra e enchentes que se seguem. Devemos estar preparados para a vinda dos tufões da seguinte forma:
(1) Inspecionar todos os locais da casa e efetuar reparos ou reforços para que os danos sejam menores possíveis.
(2) Os vidros das janelas devem ser reforçados, colando-se fitas isolantes ou plásticos adesivos. As portas corrediças (venezianas,) externas devem permanecer fechadas.
(3) As latas de lixo, vasos, objetos que se encontram no quintal ou na varanda devem ser fixados ou recolhidos para dentro da casa a fim de não serem levados pelo forte vento.
(4) A antena de televisão deve ser reforçada com talas e arames.
(5) Limpar a lama da tubulação do esgoto e das valetas  e canaletas, a fim de melhorar a drenagem e escoamento d’água.
(6) Nos locais onde há probabilidade de inundação, remover os móveis para um lugar mais alto.
(7) Como há possibilidade de interrupção no fornecimento de energia elétrica, deixar à disposição, num local de conhecimento de toda a família, lanternas e rádio portátil.
(8) Deixe preparado o kit de emergência num local de fácil acesso a qualquer pessoa da família.
(9) Verificar a localização e o percurso até área de salvamento.
    Nas prefeituras, no quartel dos bombeiros (shobosho) e nos escritórios de construção civil estão disponíveis as informações sobre os locais de refúgio e as áreas perigosas pelos deslizamentos de terra ou queda de barrancos. Verificar no “mapa dos locais perigosos” se a sua residência está situada em área segura ou não.
○Na chegada do tufão
(1) Não sair de casa durante as fortes ventanias. Usar um capacete ou algum chapéu para proteger a cabeça, caso, tenha necessidade de sair de casa.
(2) Não se aproximar dos postes partidos ou fios e cabos elétricos danificados.
(3) Prestar atenção nos boletins informativos do serviço de meteorologia. Quando for dado o aviso de advertência, dirija-se o mais rápido possível ao local de refúgio. Principalmente, as famílias com pessoas idosas, enfermos e crianças pequenas deverão refugiar-se rapidamente.
○Certificado
O certificado de prejuízo causado por ventos e inundação é necessária quando for requerer a prorrogação ou redução no pagamento dos impostos. O requerimento deverá ser feito na cidade, bairro ou na prefeitura municipal ou ainda no quartel dos bombeiros.


<<PREV TOP NEXT>>